We hope you find this tutorial helpful. In addition to guides like this one, we provide simple cloud infrastructure for developers. Learn more →

Como configurar Apache Virtual Hosts no Ubuntu 14.04 LTS

PostedDecember 3, 2014 135k views

Introdução

O servidor web Apache é a forma mais popular de servir conteúdo web na Internet.
Ele representa mais da metade de todos os websites ativos na Internet e é extremamente poderoso e flexível.

O Apache divide suas funcionalidades e componentes em unidades individuais que podem ser personalizadas e configuradas independentemente. A unidade básica que descreve um determinado site ou um domínio é chamada virtual host.

Essas denominações permitem ao administrador utilizar um servidor para hospedar múltiplos sites e domínios a partir de uma simples interface ou IP através da utilização do mecanismo de correspondência . Isto é relevante para quem quer hospedar mais de um site em um único VPS (Virtual Private Server).

Cada domínio que esteja configurado irá direcionar o visitante para um diretório específico que mantém as informações daquele site, nunca indicando que o mesmo servidor também é responsável por outros sites. Este esquema é expansível sem qualquer limite de software desde que seu servidor possa suportar a carga.

Neste guia, vamos orientá-lo sobre como configurar Apache virtual hosts em um VPS Ubuntu 14.04. Durante este processo, você aprenderá como servir diferentes conteúdos para diferentes visitantes dependendo de qual domínio eles estão requisitando.

Pre-requisitos

Antes de você começar este tutorial, você deve criar um usuário non-root conforme descrito nos passos 1-4 aqui.

Você também precisará ter o Apache instalado a fim de trabalhar com estes passos. Se você não tiver feito isto, você poderá ter o Apache instalado em seu servidor através do apt-get:

sudo apt-get update
sudo apt-get install apache2

Após a conclusão dessas etapas, podemos começar.

Para os objetivos deste guia, minha configuração fará um virtual host para example.com e outro para teste.com. Estes serão referenciados ao longo do guia, mas você deve substituir seus próprios domínios ou valores enquanto acompanha.

Para aprender como configurar seus nomes de domínio com DigitalOcean, siga este link. Se você não tiver domínios disponíveis para utilizar, você poderá utilizar valores fictícios.

Iremos mostrar como editar seu arquivo hosts local posteriormente, para testar a configuração, se você estiver usando valores fictícios. Isto o permitirá testar sua configuração pelo seu computador doméstico, mesmo que seu conteúdo não esteja disponível através do nome de domínio para outros visitantes.

Passo um - Crie a estrutura de diretórios

O primeiro passo que vamos tomar é criar uma estrutura de diretório que irá armazenar os dados do site que estará servindo aos visitantes.

Nosso document root (o diretório de nível superior que o Apache olha para encontrar o conteúdo para servir) será definido para diretórios individuais sob o diretório /var/www. Vamos criar um diretório aqui para ambos os virtual hosts que estamos planejando fazer.

Dentro de cada um desses diretórios, vamos criar o diretório public_html que irá manter nossos arquivos reais. Isto nos dá certa flexibilidade em nossa hospedagem.

Por exemplo, para nossos sites, nós vamos criar nossos diretórios assim:

sudo mkdir -p /var/www/example.com/public_html
sudo mkdir -p /var/www/test.com/public_html

As partes em vermelho representam os nomes de domínio que estamos querendo servir através de nossos VPS.

Passo Dois - Conceda Permissões

Agora temos a estrutura de diretórios para nossos arquivos, mas eles são de propriedade de nosso usuário root. Se quisermos que nosso usuário regular esteja apto a modificar arquivos em nossos diretórios web, podemos alterar o proprietário fazendo isto:

sudo chown -R $USER:$USER /var/www/example.com/public_html
sudo chown -R $USER:$USER /var/www/test.com/public_html

A variável $USER terá o valor do usuário com o qual você está logado atualmente quando você pressionou "ENTER". Fazendo isto, nosso usuário regular agora detém os sub-diretórios public_html onde estaremos armazenando nosso conteúdo.

Devemos também modificar um pouco nossas permissões para garantir que o acesso de leitura é permitido para o diretório web em geral e todos os arquivos e pastas que ele contém de modo que a páginas possam ser servidas corretamente:

sudo chmod -R 755 /var/www

Seu servidor web agora deve ter as permissões que ele precisa para servir o conteúdo, e seu usuário deve ser capaz de criar conteúdo dentro das pastas necessárias.

Passo Três - Crie as Páginas Demo para cada Virtual Host

Temos nossa estrutura de diretório no lugar. Vamos criar algum conteúdo para servir.

Vamos fazer apenas uma demonstração, assim nossas páginas serão bastante simples. Vamos apenas fazer uma página index.html para cada site.

Vamos começar com example.com. Podemos abrir um arquivo index.html em nosso editor digitando:

nano /var/www/example.com/public_html/index.html

Neste arquivo, crie um documento HTML simples que indica o site que está conectado. Meu arquivo se parece com isso:

<html>
  <head>
    <title>Welcome to Example.com!</title>
  </head>
  <body>
    <h1>Success!  The example.com virtual host is working!</h1>
  </body>
</html>

Salve e feche o arquivo quando terminar.

Podemos copiar este arquivo para usá-lo como base para nosso segundo site digitando:

cp /var/www/example.com/public_html/index.html /var/www/test.com/public_html/index.html

Podemos, então, abrir o arquivo e modificar as informações pertinentes:

nano /var/www/test.com/public_html/index.html

<p>

<html>
  <head>
    <title>Welcome to Test.com!</title>
  </head>
  <body>
    <h1>Success!  The test.com virtual host is working!</h1>
  </body>
</html>

Salve e feche o arquivo também. Agora você tem as páginas necessárias para testar a configuração de virtual host.

Passo Quatro - Crie novos arquivos de Virtual Hosts

Arquivos de virtual host são arquivos que especificam a configuração real do nosso virtual host e determina como o servidor web Apache irá responder às várias requisições de domínio.

O Apache vem com um arquivo padrão de virtual host chamado 000-default.conf que podemos usar como ponto de partida. Vamos copiá-lo para criar um arquivo de virtual host para cada um de nossos domínios.

Vamos começar com um domínio, configurá-lo, copiá-lo para nosso segundo domínio, e então fazer os pequenos ajustes necessários. A configuração padrão do Ubuntu requer que cada arquivo de virtual host termine em .conf.

Crie o primeiro arquivo de Virtual Host

Começe copiando o arquivo para o primeiro domínio:

sudo cp /etc/apache2/sites-available/000-default.conf /etc/apache2/sites-available/example.com.conf

Abra o novo arquivo em seu editor com privilégios de root:

sudo nano /etc/apache2/sites-available/example.com.conf

O arquivo será algo parecido com isso (eu removi os comentários aqui para tornar o arquivo mais acessível):

<VirtualHost *:80>
    ServerAdmin webmaster@localhost
    DocumentRoot /var/www/html
    ErrorLog ${APACHE_LOG_DIR}/error.log
    CustomLog ${APACHE_LOG_DIR}/access.log combined
</VirtualHost>

Como você pode ver, não há muito aqui. Vamos personalizar os itens aqui para nosso primeiro domínio e adicionar algumas diretivas adicionais. Esta seção de virtual host corresponde a quaisquer requisições que são feitas na porta 80, a porta padrão HTTP.

Em primeiro lugar, precisamos alterar a diretiva ServerAdmin para um e-mail que o administrador do site possa receber e-mails por ele.

ServerAdmin admin@example.com

Depois disso, precisamos adicionar duas diretivas. A primeira, chamada ServerName, estabelece o domínio de base que deve corresponder à esta definição de virtual host. Este provavelmente será o seu domínio. A segunda, chamada ServerAlias, define outros nomes que devem corresponder como se fossem o nome de base. Isto é útil para a correspondência de hosts que você definiu, como www:

ServerName example.com
ServerAlias www.example.com

A outra única coisa que precisamos mudar para o arquivo de virtual host básico é a localização do documento raiz para este domínio. Nós já criamos o diretório que precisamos, então precisamos apenas alterar a diretiva DocumentRoot para refletir o diretório que criamos:

DocumentRoot /var/www/example.com/public_html

No total, nosso arquivo de virtualhost deve ficar assim:

<VirtualHost *:80>
    ServerAdmin admin@example.com
    ServerName example.com
    ServerAlias www.example.com
    DocumentRoot /var/www/example.com/public_html
    ErrorLog ${APACHE_LOG_DIR}/error.log
    CustomLog ${APACHE_LOG_DIR}/access.log combined
</VirtualHost>

Salve e feche o arquivo.

Copie o primeiro Virtual Host e personalize-o para o Segundo Domínio

Agora que temos nosso primeiro arquivo de virtual host criado, podemos criar nosso segundo copiando esse arquivo e ajustando-o conforme necessário.

Comece copiando-o:

sudo cp /etc/apache2/sites-available/example.com.conf /etc/apache2/sites-available/test.com.conf

Abra o novo arquivo com privilégios de root em seu editor:

sudo nano /etc/apache2/sites-available/test.com.conf

Agora você precisa modificar todas as informações pertinentes para referenciar seu segundo domínio. Quando terminar, ele será algo parecido com isto:

<VirtualHost *:80>
    ServerAdmin admin@test.com
    ServerName test.com
    ServerAlias www.test.com
    DocumentRoot /var/www/test.com/public_html
    ErrorLog ${APACHE_LOG_DIR}/error.log
    CustomLog ${APACHE_LOG_DIR}/access.log combined
</VirtualHost>

Salve e feche o arquivo quando terminar.

Passo Cinco - Ative os novos arquivos de Virtual Host

Agora que criamos nossos arquivos de virtual host, devemos ativá-los. O Apache inclui algumas ferramentas que nos permitem fazer isto.

Podemos utilizar a ferramenta a2ensite para ativar cada um de nossos sites assim:

sudo a2ensite example.com.conf
sudo a2ensite test.com.conf

Quando terminar, você precisará reiniciar o Apache para fazer com que estas alterações tenham efeito:

sudo service apache2 restart

Você provavelmente irá receber uma mensagem dizendo algo como:

* Restarting web server apache2
 AH00558: apache2: Could not reliably determine the server's fully qualified domain name, using 127.0.0.1. Set the 'ServerName' directive globally to suppress this message

Esta é uma mensagem inofensiva que não afeta o nosso site.

Passo Seis - Configure o arquivo de hosts local (Opcional)

Se você não usou os nomes de domínio reais que você possui para testar este procedimento e tem usado alguns exemplos de domínios em vez disso, você pode testar ao menos a funcionalidade desse processo modificando temporariamente o arquivo hosts em seu computador local.

Isto irá interceptar todas as requisições para os domínios que você configurou e os apontará para o seu servidor VPS, da mesma forma que o DNS faria se você estivesse utilizando domínios registrados. Isto irá funcionar somente em seu computador, e é útil simplesmente para propósitos de testes.

Certifique-se de que você está operando em seu computador local para estas etapas e não no seu servidor VPS. Você precisará da senha administrativa do computador ou de outra forma, ser membro do grupo administrativo.

Se você está em um computador Mac ou Linux, edite seu arquivo local com privilégios administrativos digitando:

sudo nano /etc/hosts

Se você estiver em uma máquina Windows, você poderá encontrar instruções para alteração do seu arquivo hosts aqui.

Os detalhes que você precisa adicionar são o endereço IP público do seu servidor VPS seguido pelo domínio que você quer usar para alcançar esse VPS.

Para os domínios que eu utilizei neste guia, assumindo que o endereço IP do meu servidor VPS é 111.111.111.111, eu poderia adicionar as seguintes linhas no final do meu arquivos hosts:

127.0.0.1   localhost
127.0.1.1   guest-desktop
111.111.111.111 example.com
111.111.111.111 test.com

Isso irá direcionar todas as requisições para example.com e test.com em nosso computador e enviá-las para nosso servidor em 111.111.111.111. Isso é o que queremos se não somos os proprietários desses domínios, de forma a testar nossos virtual hosts.

Salve e feche o arquivo.

Passo Sete - Teste seus resultados

Agora que você tem seus virtual hosts configurados, você pode testar sua configuração facilmente indo para os domínios que você configurou em seu navegador web:

http://example.com

Você deve ver uma página parecida com esta:

Success! The example.com virtual host is working!

Da mesma forma, você puder visitar sua segunda página:

http://test.com

Você verá o arquivo que você criou para seu segundo site:

Success! The test.com virtual host is working!

Se ambos os sites funcionaram bem, você configurou com sucesso dois virtual hosts no mesmo servidor.

Se você ajustou o arquivo hosts do seu computador doméstico, você pode querer apagar as linhas que você adicionou, agora que você verificou que a sua configuração funciona. Isto irá evitar que seu arquivo hosts fique cheio de entradas que não são realmente necessárias.

Se você precisar acessá-los por longo tempo, considere a compra do nome de domínio para cada site que precisar e configure-os para apontar para seu servidor VPS.

Conclusão

Se você acompanhou, você deve ter um único servidor tratando dois nomes de domínios separados. Você pode expandir este processo seguindo os passos que traçamos acima para fazer virtual hosts adicionais.

Não há nenhum limite de software no número de domínios que o Apache pode tratar, então sinta-se livre para fazer tantos quanto o seu servidor for capaz de suportar.

Por Justin Ellingwood

38 Comments

Creative Commons License