Tutorial

Como instalar o Python 3 e configurar um ambiente de programação no CentOS 8

PythonCentOS 8

Introdução

O Python é uma linguagem de programação versátil e pode ser utilizada em vários projetos diferentes de programação. Inspirado pelo grupo de comédia britânico Monty Python, a equipe de desenvolvedores do Python queria torná-lo uma linguagem que fosse divertida de usar. O Python é uma linguagem com diversas aplicações que cresce em popularidade a cada dia, e é uma ótima escolha tanto para desenvolvedores iniciantes quanto experientes.

Este tutorial o guiará na instalação do Python 3 em um servidor CentOS 8 em nuvem e na configuração do ambiente de programação através de linhas de comando.

Pré-requisitos

Será necessário um servidor CentOS 8 com uma conta de superusuário não root.

Para configurar isso, você pode seguir nosso Guia de configuração inicial de servidor para o CentOS 8.

Passo 1 — Preparando o sistema

Antes de começar a instalação, atualize os aplicativos padrão do sistema para suas versões mais recentes.

Utilizaremos a ferramenta de gerenciamento de pacotes de código aberto DNF, que significa Dandified YUM, a próxima geração da versão Yellowdog Updater, Modified (ou seja, yum). O DNF é o gerenciador de pacotes padrão nos sistemas Linux baseados em Red Hat, como o CentOS. Ele permitirá que você instale, atualize e remova os pacotes de software em seu servidor.

Primeiro, vamos verificar se nosso gerenciador de pacotes está atualizado executando este comando:

  • sudo dnf update -y

O sinalizador -y é usado para alertar o sistema que estamos cientes das alterações que estamos fazendo, impedindo que o terminal nos envie solicitações de confirmação.

Assim que tudo estiver instalado, nossa configuração estará pronta e poderemos seguir para a instalação do Python 3.

Passo 2 — Instalando e configurando o Python 3

O CentOS é um derivado do RHEL (Red Hat Enterprise Linux), que tem a estabilidade como seu foco principal. Por este motivo, é mais comum encontrar versões testadas e estáveis dos aplicativos no sistema e nos pacotes para download. Portanto, ao utilizar o gerenciador de pacotes CentOS você se deparará com versões mais antigas do Python, e não com a mais recente.

  • sudo dnf install python3 -y

Quando este processo terminar, verificaremos se a instalação foi bem-sucedida, verificando o número da versão dela com o comando python3:

  • python3 -V

Com uma versão do Python 3 instalada com sucesso, receberemos a seguinte saída:

Output
Python 3.6.8

Em seguida, instalaremos as ferramentas de desenvolvimento do CentOS, que são utilizadas para desenvolver e compilar o software a partir do código-fonte:

  • sudo dnf -y groupinstall development

Com as ferramentas instaladas, seguiremos para a próxima seção, na qual vamos analisar como configurar os projetos de desenvolvimento do Python.

Passo 3 — Configurando um ambiente virtual

Com Python instalado e nosso sistema configurado, vamos criar nosso ambiente de programação com o venv.

Os ambientes Virtuais permitem que você tenha um espaço isolado no seu computador para projetos Python, garantindo que cada um dos seus projetos possa ter seus próprios conjuntos de dependências que não perturbarão nenhum dos seus outros projetos.

A configuração de um ambiente de programação nos permite ter mais controle sobre nossos projetos em Python, bem como sobre diferentes pacotes e versões. Isso é especialmente importante durante o trabalho com pacotes de terceiros.

É possível configurar quantos ambientes de programação Python você quiser. Essencialmente, cada ambiente é um diretório ou uma pasta em seu servidor, e cada um deles contém alguns scripts para configurá-los como um ambiente.

Escolha o diretório no qual você gostaria de colocar seus ambientes de programação Python, ou crie um novo diretório com o mkdir, desta maneira:

  • mkdir environments
  • cd environments

Assim que estiver no diretório onde você quer que os ambientes fiquem, crie um ambiente executando o seguinte comando: Use um nome de ambiente que faça algum sentido para você. Aqui o chamaremos de my_env.

  • python3 -m venv my_env

Neste caso, o ambiente é o my_env, e este novo diretório contém alguns itens que serão exibidos se aplicarmos o comando ls ao diretório:

Output
bin include lib lib64 pyvenv.cfg

Juntos, estes arquivos atuam para isolar seu trabalho Python do contexto mais amplo de sua máquina local, para que os arquivos do sistema e os arquivos do projeto não se misturem. Esta é uma boa prática para o controle de versão e para garantir que cada um dos seus projetos tenha acesso aos pacotes específicos de que necessita.

Será necessário ativar o ambiente para poder usá-lo. Digite o seguinte comando para chamar o script activate no diretório bin:

  • source my_env/bin/activate

Seu prompt de comando estará prefixado com o nome do seu ambiente, neste caso ele se chama my_env:

Esse prefixo nos permite saber que o ambiente my_env está ativo no momento, o que significa que quando criarmos programas aqui, eles somente usarão as configurações e pacotes específicos deste ambiente.

O gerenciador de pacotes Python pip já está instalado. Utilizaremos o pip, uma ferramenta do Python usada para instalar e gerenciar os pacotes de programação que desejamos usar em nossos projetos de desenvolvimento. Você pode instalar os pacotes Python digitando:

  • sudo pip install package_name

Aqui, o package_name pode se referir a qualquer pacote ou biblioteca Python, tais como o Django para o desenvolvimento Web ou o NumPy para a computação científica. Se você quiser instalar o NumPy, use o comando pip install numpy.

Nota: dentro do ambiente virtual, você pode usar o comando python em vez do python3, e o pip em vez do pip3. Se você usar o Python 3 ou o pip3 em sua máquina fora de um ambiente, terá que utilizar os comandos python3 e pip3 exclusivamente.

Após seguir esses passos, seu ambiente virtual estará pronto para usar.

Passo 4 — Criando um “Hello, World!”

Agora que temos nosso ambiente virtual configurado, criaremos o programa tradicional “Hello, World! para testar nossa instalação. Isso confirmará que nosso ambiente está funcionando, e nos dará a oportunidade de nos familiarizarmos com o Python se ainda não estivermos.

Para fazer isso, vamos abrir um editor de texto de linha de comando, como o vi, e criar um novo arquivo:

  • vi hello.py

Assim que arquivo de texto abrir em nossa janela de terminal, teremos que digitar i para entrar no modo de inserção. Em seguida, vamos escrever nosso primeiro programa:

print("Hello, World!")

Pressione ESC para sair do modo de inserção. Agora, digite :x e, depois, ENTER para salvar e sair do arquivo.

Estamos prontos para executar nosso programa:

  • python hello.py

O programa hello.py que você acabou de criar deve fazer com que o terminal produza o seguinte resultado:

Output
Hello, World!

Para sair do ambiente, digite o comando deactivate e você voltará para seu diretório original.

Conclusão

Parabéns! Neste ponto, você tem um ambiente de programação Python 3 configurado em seu servidor CentOS8 e já pode começar um projeto de programação!

Com sua máquina pronta para desenvolver softwares, você pode aprender mais sobre a programação em Python seguindo nossa série Como programar em Python, ou baixando gratuitamente o eBook Como programar em Python.

Para se aprofundar em projetos de machine learning, consulte nosso eBook Projetos de machine learning em Python.

Creative Commons License