Tutorial

Como instalar o Python 3 e configurar um ambiente de programação em um servidor Ubuntu 20.04

UbuntuDevelopmentUbuntu 20.04

Introdução

A linguagem de programação Python é uma escolha cada vez mais popular para desenvolvedores tanto iniciantes quanto experientes. Flexível e versátil, o Python tem pontos fortes em script, automação, análise de dados, machine learning e desenvolvimento back-end. Publicado pela primeira vez em 1991, com um nome inspirado pelo grupo de comédia Monty Python, a equipe de desenvolvimento queria fazer do Python uma linguagem que fosse divertida de usar.

Este tutorial deixará seu servidor Ubuntu 20.04 configurado com um ambiente de programação do Python 3. A programação em um servidor tem muitas vantagens, sendo compatível com a colaboração em projetos de desenvolvimento. Os princípios gerais deste tutorial serão aplicáveis a qualquer distribuição do Linux Debian.

Pré-requisitos

Para completar este tutorial, é necessário ter um usuário não-root com privilégios sudo em um servidor Ubuntu 20.04. Para aprender a como chegar a essa configuração, siga nosso guia de configuração inicial do servidor.

Se você ainda não estiver familiarizado com um ambiente de terminal, o artigo “Uma Introdução ao Terminal Linux” será útil a título de orientação com o terminal.

Com seu servidor e usuário configurados, você estará pronto para começar.

Passo 1 — Configurando o Python 3

O Ubuntu 20.04 e outras versões do Debian Linux vem com o Python 3 pré-instalado. Para garantir que nossas versões estejam atualizadas, vamos atualizar o sistema com o comando apt para funcionar com a Advanced Packaging Tool (Ferramenta de Empacotamento Avançada, normalmente referida como "apt” apenas) do Ubuntu:

  • sudo apt update
  • sudo apt -y upgrade

O sinalizador -y irá confirmar nossa concordância com todos os itens a serem instalados, mas, dependendo da sua versão do Linux, você pode precisar confirmar prompts adicionais como as atualizações e upgrades do seu sistema.

Assim que o processo for concluído, podemos verificar a versão do Python 3 que está instalada no sistema digitando:

  • python3 -V

Você receberá um resultado na janela do terminal que irá informar a você o número da versão. Embora esse número possa variar, o resultado será similar a este:

Output
Python 3.8.2

Para gerenciar os pacotes de software do Python, vamos instalar o pip, uma ferramenta que irá instalar e gerenciar pacotes de programação que podemos querer usar em nossos projetos. Você pode aprender mais sobre os módulos ou pacotes que você pode instalar com o pip lendo “Como Importar Módulos no Python 3.”

  • sudo apt install -y python3-pip

Os pacotes Python podem ser instalados digitando:

  • pip3 install package_name

Aqui, o package_name pode se referir a qualquer pacote ou biblioteca Python, tais como o Django para o desenvolvimento Web ou o NumPy para a computação científica. Então, se você quiser instalar o NumPy, você pode fazer isso com o comando pip3 install numpy.

Há mais alguns pacotes e ferramentas de desenvolvimento a serem instalados para garantir que teremos uma configuração robusta para nosso ambiente de programação:

  • sudo apt install -y build-essential libssl-dev libffi-dev python3-dev

Assim que o Python estiver configurado e o pip e outras ferramentas estiverem instaladas, podemos configurar um ambiente virtual para nossos projetos de desenvolvimento.

Passo 2 — Configurando um Ambiente Virtual

Os ambientes Virtuais permitem que você tenha um espaço isolado no seu servidor para projetos Python, garantindo que cada um dos seus projetos possa ter seus próprios conjuntos de dependências que não irão perturbar nenhum dos seus outros projetos.

Configurar um ambiente de programação fornece um maior controle sobre os projetos Python e sobre como as versões diferentes de pacotes são tratadas. Isso é especialmente importante durante o trabalho com pacotes de terceiros.

É possível configurar quantos ambientes de programação Python você quiser. Basicamente, cada ambiente é um diretório ou pasta no seu servidor que contém alguns scripts dentro dele, com o intuito de fazê-lo funcionar como um ambiente.

Enquanto houver algumas maneiras de alcançar um ambiente de programação no Python, vamos usar o módulo venv aqui, que faz parte da biblioteca padrão do Python 3. Vamos instalar o venv digitando:

  • sudo apt install -y python3-venv

Com ele instalado, estaremos prontos para criar ambientes. Vamos escolher em qual diretório gostaríamos de colocar nossos ambientes de programação Python, ou criar um novo diretório com o mkdir, como em:

  • mkdir environments
  • cd environments

Assim que estiver no diretório onde você quer que os ambientes fiquem, você criará um ambiente executando o seguinte comando:

  • python3 -m venv my_env

Essencialmente, o pyvenv configura um novo diretório que contém alguns itens que podemos ver com o comando ls:

  • ls my_env
Output
bin include lib lib64 pyvenv.cfg share

Juntos, esses arquivos funcionam para garantir que seus projetos estejam isolados do contexto mais amplo de seu servidor, para que os arquivos do sistema e os arquivos do projeto não se misturem. Esta é uma boa prática para o controle de versão e para garantir que cada um dos seus projetos tenha acesso aos pacotes específicos de que necessita. O, Python Wheels, que é um formato embutido do Python que pode acelerar a produção de seu software, reduzindo o número de vezes que você precisa compilar, estará no diretório share do Ubuntu 20.04.

Para usar este ambiente, você precisa ativá-lo, o que pode ser feito digitando-se o seguinte comando que chama o script activate:

  • source my_env/bin/activate

Seu prompt de comando agora estará prefixado com o nome do seu ambiente, neste caso ele se chama my_env. Dependendo da versão do Linux Debian que estiver executando, o seu prefixo pode parecer um pouco diferente, mas o nome do seu ambiente em parênteses deve ser a primeira coisa que verá em sua linha:

Esse prefixo nos permite saber que o ambiente my_env está ativo no momento, o que significa que quando criarmos programas aqui, eles somente usarão as configurações e pacotes específicos deste ambiente.

Nota: dentro do ambiente virtual, você pode usar o comando python em vez de python3, e pip em vez de pip3 se preferir. Se usar o Python 3 em sua máquina fora de um ambiente, será necessário usar os comandos python3 e pip3 exclusivamente.

Após seguir esses passos, seu ambiente virtual estará pronto para usar.

Passo 3 — Criando um Programa “Hello, World”

Agora que temos nosso ambiente virtual configurado, vamos criar um programa “Hello, World!” . Isso nos permitirá testar nosso ambiente e nos dará a oportunidade de nos familiarizarmos com o Python.

Para fazer isso, vamos abrir um editor de texto de linha de comando como o nano e criar um novo arquivo:

  • nano hello.py

Assim que o arquivo de texto abrir na janela do terminal, vamos digitar nosso programa:

print("Hello, World!")

Saia do nano pressionando as teclas CTRL e X e, quando solicitado a salvar o arquivo, pressione y.

Assim que sair do nano e retornar ao seu shell, vamos executar o programa:

  • python hello.py

O programa hello.py que você acabou de criar deve fazer com que seu terminal produza o seguinte resultado:

Output
Hello, World!

Para sair do ambiente, digite o comando deactivate e você voltará para seu diretório original.

Conclusão

Parabéns! Neste ponto, você tem um ambiente de programação do Python 3 configurado no seu servidor Linux do Ubuntu e, agora, pode começar um projeto de codificação.

Se estiver usando uma máquina local em vez de um servidor, consulte o tutorial relevante para o seu sistema operacional em nossa série “Como instalar e configurar um ambiente de programação para o Python 3”.

Com seu servidor pronto para o desenvolvimento de softwares, você pode continuar a aprender mais sobre a codificação em Python lendo nosso eBook gratuito sobre Como programar em Python 3, ou consultando nossos tutoriais do Python.

Creative Commons License