Tutorial

Como Instalar o servidor Web OpenLiteSpeed no Ubuntu 18.04

UbuntuMiscellaneousControl PanelsUbuntu 18.04

Introdução

O OpenLiteSpeed é um servidor Web otimizado de código aberto que pode ser usado para gerenciar e atender sites. O OpenLiteSpeed tem algumas funcionalidades úteis que o tornam uma escolha consistente para muitas instalações: apresenta regras de regravação compatíveis com o Apache, uma interface de administração integrada baseada em Web e processamento em PHP personalizado otimizado para o servidor.

Neste guia, iremos demonstrar como instalar e configurar o OpenLiteSpeed em um servidor Ubuntu 18.04.

Pré-requisitos

Para completar este tutorial, você precisará de um servidor Ubuntu 18.04 com um usuário habilitado sudo, usuário não root e o firewall ufw habilitados.

Por favor, consulte nosso tutorial de Configuração inicial de servidor com o Ubuntu 18.04 para instruções sobre como cumprir esses requisitos.

Passo 1 — Instalando o OpenLiteSpeed

O OpenLiteSpeed fornece um repositório de software que podemos usar para baixar e instalar o servidor com o comando padrão apt do Ubuntu.

Para habilitar este repositório para seu sistema Ubuntu, primeiro baixe e adicione a chave de assinatura de software do desenvolvedor:

  • wget -qO - https://rpms.litespeedtech.com/debian/lst_repo.gpg | sudo apt-key add -

Essa chave é usada para verificar por criptografia se ninguém alterou o software que estamos prestes a baixar.

Em seguida, adicionamos informações do repositório ao nosso sistema:

  • sudo add-apt-repository 'deb http://rpms.litespeedtech.com/debian/ bionic main'

Após o repositório ter sido adicionado, o comando add-apt-repository atualizará nosso cache de pacotes e o novo software estará disponível para ser instalado.

Instale o servidor OpenLiteSpeed e o processador PHP dele usando o apt install:

  • sudo apt install openlitespeed lsphp73

Por fim, crie uma ligação simbólica para o processador PHP que acabamos de instalar. Isso direciona o servidor OpenLiteSpeed para usar a versão correta:

  • sudo ln -sf /usr/local/lsws/lsphp73/bin/lsphp /usr/local/lsws/fcgi-bin/lsphp5

Agora que o servidor OpenLiteSpeed está instalado, vamos protegê-lo, atualizando a conta admin padrão.

Passo 2 — Configurando a senha administrativa

Antes de testarmos o servidor, devemos definir uma nova senha administrativa para o OpenLiteSpeed. Por padrão, a senha é definida como 123456, de modo que devemos alterar isso imediatamente. Podemos fazer isso executando um script fornecido pelo OpenLiteSpeed:

  • sudo /usr/local/lsws/admin/misc/admpass.sh

Será solicitado que você forneça um nome de usuário para o usuário administrativo. Caso pressione ENTER sem escolher um novo nome de usuário, o padrão admin será usado. Em seguida, será solicitado que crie e confirme uma nova senha para a conta. Faça isso e, em seguida, aperte ENTER uma última vez. O script confirmará uma atualização bem-sucedida:

Output
Administrator's username/password is updated successfully!

Agora que protegemos a conta admin, vamos testar o servidor e garantir que ele esteja funcionando corretamente.

Passo 3 — Inicializando e conectando-se ao servidor

O OpenLiteSpeed deve ter sido inicializado automaticamente após instalado. Podemos verificar isso usando o comando lswsctrl:

  • sudo /usr/local/lsws/bin/lswsctrl status
Output
litespeed is running with PID 990.

Caso não veja uma mensagem semelhante, inicialize o servidor usando lswsctrl:

  • sudo /usr/local/lsws/bin/lswsctrl start
Output
[OK] litespeed: pid=5137.

O servidor agora deve estar funcionando. Antes de o visitarmos no nosso navegador, precisamos abrir algumas portas em nosso firewall. Vamos fazer isso com o comando ufw:

  • sudo ufw allow 8088
  • sudo ufw allow 7080

A primeira porta, 8088, é a porta padrão para o site exemplo do OpenLiteSpeed. Agora, ele deve estar acessível ao público. No seu navegador Web, navegue até o nome de domínio ou endereço IP do seu servidor, seguido de :8088 para especificar a porta:

http://server_domain_or_IP:8088

Seu navegador deve carregar a página Web padrão do OpenLiteSpeed, que se parece com esta:

Captura de tela da página padrão de demonstração do OpenLiteSpeed

Os links mais ao final da página são projetados para demonstrar várias funcionalidades do servidor. Caso clique neles, você verá que essas características já estão instaladas e configuradas corretamente. Por exemplo, um script de exemplo CGI está disponível, uma instância personalizada PHP está em funcionamento e páginas de erro e portas de autenticação personalizadas estão configuradas. Clique em alguns deles para explorar um pouco.

Quando estiver satisfeito com o site padrão, siga em frente para a interface administrativa. No seu navegador Web, usando o HTTPS, navegue até o nome de domínio ou endereço IP do seu servidor, seguido de :7080 para especificar a porta:

https://server_domain_or_IP:7080

É provável que você veja uma página informando que o certificado SSL do servidor não pode ser validado. Como se trata de um certificado autoassinado, isso é esperado. Clique através das opções disponíveis para prosseguir para o site. No Chrome, você deve clicar em “Advanced” e, em seguida, “Proceed to…”.

Será solicitado que você digite o nome de usuário administrativo e senha que você selecionou com o script admpass.sh no passo anterior:

Captura de tela da página de login do admin do OpenLiteSpeed

Assim que se autenticar corretamente, será apresentada a você a interface de administração do OpenLiteSpeed:

Captura de tela do painel admin do OpenLiteSpeed

É onde a maior parte de sua configuração para o servidor Web acontecerá.

Em seguida, exploraremos essa interface, passando por uma tarefa comum de configuração: atualizar a porta usada pela página padrão.

Passo 4 — Alterando a porta para a página padrão

Para demonstrar como configurar as opções através da interface Web, alteraremos a porta que o site padrão utiliza de 8088 para a porta HTTP convencional 80.

Para conseguir isso, primeiro clique em Listeners (ouvintes) na lista de opções no lado esquerdo da interface. Uma lista de todos os ouvintes disponíveis será carregada.

Na lista de ouvintes, clique no botão “View/Edit” para o ouvinte Default:

Captura de tela da página de resumo dos ouvintes do OpenLiteSpeed

Isso irá carregar uma página com mais detalhes sobre o ouvinte Default. Clique no botão de edição no canto superior direito da tabela “Address Settings” para modificar os valores:

Captura de tela da página de detalhes do ouvinte do OpenLiteSpeed

Na tela seguinte, mude a porta 8088 para a porta 80, e, em seguida, clique no ícone do disquete, Salvar:

Captura de tela da interface de atualização do ouvinte do OpenLiteSpeed

Após a modificação, você precisará reiniciar o servidor. Clique no ícone de seta “reload” para reiniciar o OpenLiteSpeed:

Botão de reinicialização elegante

Além disso, você precisará agora abrir a porta 80 no seu firewall:

  • sudo ufw allow 80

Agora, a página Web padrão deve estar acessível no seu navegador pela porta 80, em vez da porta 8088. Visitar seu nome de domínio ou endereço IP do seu servidor sem fornecer qualquer número de porta agora exibirá o site.

Conclusão

O OpenLiteSpeed é um servidor Web com recursos completos que é gerenciado principalmente pela interface administrativa Web. Uma página completa sobre como configurar seu site através dessa interface está fora do âmbito deste guia.

No entanto, para começar, vamos abordar alguns pontos importantes abaixo:

  • Tudo o que é associado ao OpenLiteSpeed será encontrado no diretório /usr/local/lsws.
  • A root dos documentos (de onde seus arquivos serão exibidos) para o host virtual padrão está localizado em /usr/local/lsws/DEFAULT/html. A configuração e registros para este host virtual podem ser encontrados no diretório /usr/local/lsws/DEFAULT.
  • É possível criar novos hosts virtuais para diferentes sites usando a interface admin. No entanto, todos os diretórios aos quais você fará referência ao realizar sua configuração devem ser criados com antecedência em seu servidor. O OpenLiteSpeed não é capaz de criar os diretórios
  • É possível configurar modelos de host virtual para hosts virtuais que compartilham do mesmo formato geral.
  • Geralmente, é mais fácil copiar a estrutura e configuração do diretório padrão do host virtual para usar como um ponto de partida para novas configurações.
  • A interface administrativa tem um sistema de ajuda integrado para quase todos os campos. Também há uma opção Help (ajuda) no lado esquerdo do menu que se conecta à documentação do servidor. Consulte essas fontes de informação caso precise de mais ajuda durante a configuração.
  • Para proteger sua instalação do OpenLiteSpeed com o HTTPS, consulte a seção da documentação oficial sobre Configuração do SSL.

Neste ponto, você deve ter o OpenLiteSpeed e o PHP instalados e em execução em um servidor Ubuntu 18.04. O OpenLiteSpeed oferece um ótimo desempenho, uma interface de configuração baseada em Web e opções pré-configuradas para a manipulação de scripts.

0 Comments

Creative Commons License